Marycast: MM sex10jul com CÉLIO GOLIN

NUANCES LANÇA DOCUMENTÁRIO SOBRE A NÊGA LÛ

Dentro da programação dos 24 anos do Nuances, produzimos em parceria com o Coletivo Catarse de Comunicação o documentário sobre a vida de Luis Airton Farias Bastos, conhecido por Negâ Lû. Lû foi uma personagem que fez sua história nas décadas de 70, 80 e 90 na cidade, e por onde passou deixou sua marca de ousadia, atrevimento e muita bichisse. O Nuances com a preocupação de resgatar figuras gueis, lésbicas, travestis e transexuais da cidade e do estado convida todas a participar deste lançamento no dia 20 de julho, segunda feira as 20h no Ocidente, bar que Lû frequentou e deixou sua marca.

[separator]

Vem aí mais um Star Wars, agora com Hans Solo como protagonista

Os rumores se confirmaram: Han Solo, personagem icônico vivido por Harrison Ford em Star Wars, ganhará um filme próprio. Segundo anúncio feito no site oficial da saga, a direção do longa ficará a cargo de Christopher Miller e Phil Lord – dupla responsável pelo bem sucedido Uma Aventura Lego.

"Prometemos correr riscos, proporcionar à audiência uma experiência nova, e nos comprometemos a ser representantes fieis desses personagens que significam tanto para nós. Este é um sonho para nós. E não o tipo de sonho no qual você está atrasado para o trabalho e as suas roupas são feitas de pudim, mas o tipo de sonho no qual você pode fazer um filme com alguns dos maiores personagens de todos os tempos", declararam os diretores em nota.

O roteiro será assinado por Lawrence Kasdan, em parceria com seu filho, Jon Kasdan. Lawrence já escreveu outros três filmes da saga: O Império Contra-Ataca (1980), O Retorno de Jedi (1983) e O Despertar da Força – que será lançado no dia 17 de dezembro. Já Jon escreveu episódios das séries Freaks and Geeks e Dawson's Creek e dirigiu A Primeira Vez (2012).

Com a data de lançamento prevista para 25 de março de 2018 nos Estados Unidos, o spin-off contará a história de como o jovem Han Solo se tornou o contrabandista, ladrão e trapaceiro encontrado por Luke Skywalker e Obi-Wan Kenobi na cantina de Mos Eisley em Uma Nova Esperança (1977). Ainda não há informações sobre o elenco.

[separator]

E MAIS:

A Disney anunciou que o próximo filme da franquia Star Wars se chamará Rogue One e será lançado em 16 de dezembro de 2016. Protagonizado por Felicity Jones (A Teoria de Tudo), o longa será um spin-off e não terá relação com a nova trilogia. A direção ficará por conta de Gareth Edwards, responsável pela última versão de Godzilla. Não foram revelados detalhes sobre a trama.

Ainda, a Disney comunicou que Rian Johnson (Looper) será o diretor e roteirista do episódio VIII da nova trilogia de Star Wars, com estreia prevista para 26 de maio de 2017, ou seja, exatos 40 anos e um dia após o lançamento de Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança.

Neste ano, o sétimo filme da franquia tem estreia mundial prevista para 18 de dezembro. A sequência será ambientada 30 anos depois de Star Wars: Episódio VI - O Retorno de Jedi e terá personagens clássicos que marcaram presença no longa de 1983. O novo longa contará com o retorno dos seguintes atores veteranos da saga: Harrison Ford (Han Solo), Carrie Fisher (Princesa Leia), Mark Hamill (Luke Skywalker), Anthony Daniels (C-3PO), Peter Mayhew (Chewbacca) e Kenny Baker (R2-D2).

A ganhadora do Oscar Lupita Nyong'o (12 Anos de Escravidão) e Gwendoline Christie (Game of Thrones) integrarão o elenco. Também atuarão os atores John Boyega (Attack the Block), Daisy Ridley (Blue Season), Andy Serkis (O Hobbit), Domhnall Gleeson (Harry Potter e as relíquias da morte), Adam Driver (Girls), Oscar Isaac (indicado ao Oscar de melhor ator por Inside Llewyn Davis – Balada de um homem comum) e o veterano Max von Sydow (O Exorcista e O Sétimo Selo).

Reforçam o time os dois jovens atores Crystal Clarke e Pip Andersen. Ambos foram selecionados para o filme por meio de um processo feito pela Lucasfilm e a Disney no ano passado.

Dirigido por J.J. Abrams, o sétimo episódio de Star Wars marca o retorno de John Williams como compositor da trilha sonora da saga. As filmagens – que, até o momento, estão confirmadas para serem rodadas nos estúdios Pinewood de Londres e em Abu Dhabi – iniciaram em maio. Já houve até acidente no set: Harrison Ford quebrou a perna.

[separator]

 

PEARL JAM EM TURNÊ

O Pearl Jam anunciou uma série de shows na América Latina no mês de novembro. A turnê começa em Santiago (Chile), dia 04 de novembro, e termina na Cidade do México (México) em 28 de novembro. Com realização da TIME FOR FUN, os shows no Brasil acontecem nos dias 11/11 em Porto Alegre (Arena do Grêmio), 14/11 em São Paulo (Estádio do Morumbi), 17/11 em Brasília (Estádio Nacional Mané Garrincha), 20/11 em Belo Horizonte (Estádio do Mineirão) e 22/11 no Rio de Janeiro (Estádio do Maracanã).

O Pearl Jam lançou o 10º álbum de estúdio, Lightning Bolt, em outubro de 2013, pela Monkeywrench Records/Republic Records. Lightning Bolt foi premiado com um Grammy, estreou no 1º lugar da Billboard Top 200 e na 1ª posição do iTunes em mais de 50 países. O álbum está disponível no site oficial www.pearljam.com. no iTunes e nas maiores lojas do país.

Saiba tudo sobre o show em: www.t4f.com.br

[separator]

Omar Sharif, de 'Lawrence da Arábia' e 'Doutor Jivago', morre aos 83 anos

O ator egípcio Omar Sharif, que fez filmes como "Lawrence da Arábia", "Doutor Jivago" e "Funny girl – Uma garota genial", morreu nesta sexta-feira (10) aos 83 anos (assista ao vídeo acima). As informações são do site da BBC.

"Ele sofreu um ataque cardíaco esta tarde em um hospital no Cairo", disse seu empresário, Steve Kenis, à BBC.

Em maio deste ano, o empresário do ator confirmou que ele estava com Alzheimer. "Ele está morando no Egito estes dias e está recebendo cuidados de seu filho Tarek e outros", afirmou, na ocasião.

Sharif, nascido em Alexandria, no Egito, foi uma das maiores estrelas de cinema na década de 1960 e o primeiro ator árabe a ganhar fama internacional, com uma indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante por seu papel no filme "Lawrence da Arábia", de 1962, com Peter O'Toole. Ele é vencedor de dois prêmios do Globo de Ouro.

Com o sucesso de "Lawrence da Arábia", Sharif fez três filmes em 1964, incluindo "A voz do sangue" e "O Rolls-Royce Amarelo", e três em 1965, incluindo o seu primeiro papel principal em uma produção de língua inglesa, com o personagem-título de "Doutor Jivago".

Nos anos 60, ele também estrelou "O Ouro de Mackenna", com Gregory Peck e Telly Savalas, e a trágica história de amor "Mayerling", no qual fez par romântico com Catherine Deneuve.

Na década de 1980, Sharif voltou esporadicamente ao cinema egípcio. Em 2004, ganhou o prêmio Cesar de melhor ator, o equivalente francês ao Oscar, por seu papel no filme francês "Uma amizade sem fronteiras".

Em 2007, Sharif foi condenado a dois anos de prisão, que cumpriu em liberdade condicional, e a fazer 15 sessões de terapia para controlar a raiva, por ter agredido em 2005, num estacionamento de Los Angeles, um manobrista que não aceitou que pagasse com euros.

O ator atacou e insultou com adjetivos racistas Juan Anderson, de origem guatemalteca, chamando-o de "mexicano burro" depois de o manobrista se negar a aceitar uma nota de 20 euros como pagamento.

O ator também estava entre os mais renomados jogadores de bridge do mundo e escreveu diversos livros sobre o jogo de cartas.

Em 2009, ao divulgar o filme "Al mosafer" (O viajante) no Festival de Veneza, o ator disse que teve "muitas aventuras com mulheres", mas apenas um "grande amor" - seu casamento, que terminou em 1974.

"Eu sou o único ator no mundo que não tem um centro em sua vida. Eu morei em hotéis em toda a minha vida e comi em restaurantes - sempre. Tive uma vida feliz, não há por que chorar."

[separator]

Game of Thrones, o jogo

A Hasbro lançará no próximo mês uma versão de Risk (nosso tradicional War) inspirado em Game of Thrones. Importante lembrar que a série já serviu de base para uma versão de Monopoly há um tempo.

Em Risk: Game of Thrones Edition, o jogador poderá brincar com três modos de jogo:

  1. Guerra dos Cinco Reis em Westeros com três ou cinco jogadores que escolhem entre as casas Martell, Stark, Baratheon, Lannister e Tyrell.

 

  1. Com duas pessoas disputando os escravos do império Ghiscari em Essos, com as casas Targaryen e Ghiscari.
  2. Com os dois mapas e sete jogadores brigando entre si pelo controle dos Sete Reinos e o Trono de Ferro.

Ao todo, a novidade trará 650 peças e 187 cartas. Nos Estados Unidos, o preço sugerido será de 75 doletas.

[separator]

MM sex10jul2015 MARY MEZZARI - CÉLIO GOLIN

MM com MARY MEZZARI sextas 14h na DFM!

[separator]

Leave a reply

Web by: DELTA