Só Rock Sem Preconceito! Músicas pra sentir! Musicoterapia na DINAMICO FM!

Inspirada por um dos quadros do programa de humor 'Estranha Mente' (Multishow), por um livro de pedagogia musical e pela prog da DINAMICO FM!, a psicóloga ÂNGELA FIGUEIREDO nos presenteia com um texto exclusivo pros ouvintes dessa webradio.

Ta aí...

 

Para Dinamico FM

Ontem estava vendo um programa destes bem bobos de comédia no Multishow, nem lembro o nome, e tinha um quadro que chamava: O homem que sente a música. Fiquei me perguntando exatamente o inverso, será que existe um homem que não sente a música? Daí não pude deixar de pensar que este tipo de pensamento só podia ser de uma psicóloga sem noção que passou a maior parte da vida estudando emoção (no caso eu mesma). Daí me dei conta de uma coisa que a muito me inquieta: estudar a emoção não seria uma forma de se afastar dela? E comecei a pensar (pelo visto o que mais faço...) nos dilemas que se vive dia a dia, tanto nos posts que leio no face, como no que ouço dos meus clientes, alunos, amigos, estagiários, colegas, filhos, marido e por aí vai: será que a vida vem nos endurecendo, ou será que a emoção é cada vez mais rara, quase um produto em extinção? Cada vez mais ouço que o amor, a amizade são muito difíceis de encontrar e neste momento me lembrei do lema da dinamico FM: “só rock sem preconceito”, e me perguntei se o que se passa não é que ao invés de sentirmos simplesmente ou complexamente não começamos a conceitualizar ou preconceitualizar como é sentir uma emoção ao invés de sentirmos, sentirmos como ela nos vem, nos é apresentada pela vida “sem preconceitos”. Apesar de ter passado a vida “pensando” tenho um fascínio, quase vicio de muitos verões por música, foi daí que senti aquilo que palavras não explicam, somente as sensações que muitas vezes nem mesmo descritíveis são: A Música!!!!!! E daí me veio à cabeça: “A música não coloca o ouvinte diante de uma situação espantosa, angustiante ou amorosa. Ela o coloca numa situação de espanto, angustia, amor......” (1) E me dei conta que coisa boa o homem que sente a música, que se deixa invadir por esta potência que invade os sentidos e nos traz de volta a humanidade!!! Quem se deixa tocar pela música é um humano de emoções!

Que a música invada mais os nossos dias e sentidos e nos leve a outras realidades, porque afinal só a música que interessa e coisa boa me deparar com a Dinamico FM: “só rock sem preconceito!”

(1) Maria de Lourdes Sekeff

E tinha esquecido de assinar:

Ângela Figueiredo

Psicóloga

Dr. Em Psicologia Clínica

Esp. Psicoterapia Cognitivo Comportamental

Prof. Adjunta da FAPSI- PUCRS

200x200_8571397686 

'Da Música, Seus Usos E Recursos', o livro citado no texto, ta disponível aqui.

Leave a reply

Web by: DELTA