OUYA, a plataforma que resgata o espírito gamer

Alguns veículos impressos de grande circulação escreveram reviews levianos, sem embasamento ou conhecimento prévio sobre o conceito e funcionalidades da nova plataforma OUYA, um projeto do Kickstarter que arrecadou mais de 8 milhões de dólares de usuários que apostaram e o fizeram sair do papel.

julieuhrman01Antes de mais nada, vale ressaltar que a idealizadora do projeto e CEO da empresa, Julie Uhrman, é uma bambambam do mercado de games, tendo trabalhado em empresas de renome do ramo como IGN e outras mais. Trouxe toda sua experiência administrativa e técnica para o seu projeto pessoal: Resgatar a essência old school perdida na evolução gráfica dos últimos anos.

A proposta é simples: Incentivar novos desenvolvedores independentes, com um sistema de jogos na nuvem, baseado em Android, com todos os títulos "free-to-play" (Ou grátis full, ou demo considerável, ou jogável de graça e para comprar itens in-game se utiliza dinheiro de verdade), além de jogos exclusivos.
ouya2Hoje a biblioteca de títulos conta com mais de 400 games para download e o número aumenta a cada dia. Além dos games, é possível instalar programas como media player (rodando filmes em qualquer formato e resolução até 1080p através do cabo HDMI), emuladores de PSX para baixo, softwares multimídia como rádio, possui 8Gb de armazenamento interno com possibilidade de inserir pendrive para aumentar este espaço. Os controles são sem fio, com configuração de botões semelhante aos consoles atuais, porém com um touchpad que facilita a navegação de menus.

Pra quem curte a cena gamer como um todo e tá de saco cheio do mainstream, é um prato cheio. Baixar na hora e legalmente jogos feitos por desenvolvedores independentes, que trabalharam conceitos inovadores dentro de suas possibilidades, não tem preço, é a mesma sensação que ouvir um disco de uma banda independente ou ler um zine. É a essência da coisa, de volta. Ainda de quebra tem uma galeria retrô só com jogos feitos agora, porém em 8 e 16 bits 🙂

Ele não veio para concorrer com os consoles de mesa e sim para apresentar um conceito novo e mostrar que o mercado de games não precisa ser mercenário para lucrar, algo que a indústria
ouya01Sobre o suporte: Por culpa de demora dos nossos Correios, meu controle extra foi enviado de volta para a China. Entrei em contato com o suporte e em uma semana me enviaram outro controle, sem custo adicional. Existe chamado por ticket ou um fórum oficial para tirar dúvidas.fonográfica aprendeu à duras penas e a dos games acabará no mesmo sacrifício.

Lá fora, o console custa 99 Obamas, com um controle (+19 Obamas o controle extra opcional). Ao entrar no Brasil o equipamento certamente é taxado (o meu foi taxado em 100 Dilmas o console e + 100 Dilmas o controle extra). Pode ser adquirido direto pelo site www.ouya.tv.

Deixo aí no post para quem possa interessar o Unboxing que fiz logo que o console chegou.

Este Unboxing foi patrocinado pelo Centro de Entretenimento E O Vídeo Levou (www.eovideolevou.com.br)

Leave a reply

Web by: DELTA