Marycast: MM sex24abr com TARSILA, FERNANDA CHEMALE e ZERODOZE

MM MARY MEZZARI sex24abr2015 TARSILA 2 MM MARY MEZZARI sex24abr2015 TARSILA

[separator]

MM MARY MEZZARI sex24abr2015 MM MARY MEZZARI sex24abr2015 FERNANDA CHEMALE 2MM MARY MEZZARI sex24abr2015 FERNANDA CHEMALE 4 MM MARY MEZZARI sex24abr2015 FERNANDA CHEMALE 6

[separator]

MM MARY MEZZARI sex24abr2015 ZERODOZE 3 MM MARY MEZZARI sex24abr2015 ZERODOZE 2 MM MARY MEZZARI sex24abr2015 ZERODOZE

[separator]

MM24ABR

[separator]

DESORDEM

fotografias de Fernanda Chemale e poemas de Gisela Rodriguez

29 de abril – 19H

abertura da exposição e sarau de lançamento do livro

Galeria Tina Zappoli

Exposição de fotos e sarau conduzido pelas autoras

com participação dos artistas que integraram o projeto

Desordem, novo livro de fotografias de Fernanda Chemale e poemas de Gisela Rodriguez propõe uma narrativa simbólica do homem contemporâneo dentro de uma atmosfera atemporal de solitude e desordem. O resultado são relações entre passado, presente e futuro que enfatizam um plano suspenso, quimérico e fabuloso, oferecendo um retrato do cenário urbano de uma sociedade permeada por relações interpessoais falidas e interligadas por medos, imaginações, emoções e modos de vida. O livro, uma brochura de 144 páginas em formato 20x22, tem direção de produção de Liége Biasotto e Design Gráfico de Flávio Wild e foi realizado através do Financiamento Fumproarte, Fundo Municipal de Apoio à Cultura e à Produção Artística de Porto Alegre.

O lançamento do livro será em 29 de abril, às 19h, na Galeria Tina Zappoli. Conta com uma exposição das fotografias de Fernanda Chemale e um sarau dirigido por Gisela Rodriguez com as leituras dos seus poemas. O sarau terá a particiação especial músico Ed Lannes com Wander Wildner, Sandra Dani, Luiz Paulo Vasconcellos, Deborah Finocchiaro e João Carlos Castanha.

Os poemas de Gisela Rodriguez desafiam a ordem da existência humana e pessoal, assim como política e social, insinuando um protagonista oculto, um anti-herói em busca da liberdade que acredita ainda ser possível observando a sociedade ao redor e a “desordem” de sentimentos.

As imagens de Chemale são formadas por personagens arquétipos que representam um inconsciente coletivo histórico. Estão em vertigem nos espaços públicos de Porto Alegre evocando um universo dramático em contraponto ao discurso cotidiano e fragmentado da cidade.

A encenação contou com o talento de Daniel Lion (figurinos), Marco Fronckowiak (cenografia e assistência de direção), Juliane Senna (maquiagem), Carol de Góes (fotos de making of e versão para o inglês) e André Varela (assistente de produção).

O livro tem apresentação do escritor Paulo Scott e do curador e pesquisador de fotografia Titus Riedl. Conta ainda com as participações especiais de Alexandre Antunes, Alexandre Fávero, Eduardo Aigner, JP Pax e Lidia Brancher, Paul Azevedo.

Vinte cenas icônicas concebidas originalmente para as fotografias do livro Desordem estarão expostas na galeria Tina Zappoli, entre elas as imagens que contaram com a participação de Sandra Dani, Luiz Paulo Vasconcellos, Wander Wildner, Lauro Ramalho, Elison Couto, Ena Lautert, Beatriz Borges, Clarice Nejar, Elisa Volpatto, Heinz Limaverde, Kátia Suman, Deborah Finocchiaro, Eduardo Bueno, Pascal Berten, Zé da Terreira, Otto Guerra, Castanha, Dommenique Luxor, Rochele Zandavalli, Gica Beatnik e Edu K. Como imagem seminal, a poeta Gisela Rodriguez protagoniza “Ophelia”.

Sobre Desordem, o curador e pesquisador Titus Riedl afirma: “a fotografia de Fernanda dialoga com a poesia de Gisela, aberta em seus desfechos, livre em suas associações, numa atitude lúdica e cheia de imaginação. Para deleite do leitor e do espectador, seus olhares sempre são acompanhados por um leve ar libertador, um elemento emblemático de seu trabalho e que parece ser uma compreensão do momento atual: dedicar-se ao seu mundo com paixão e ironia”.

Confesso, me sinto inadaptada

Nesta contemplação do descuido,

Onde cada amor não retribuído

Solene, beija a porta da razão,

Como o amante não desejado...

Trecho do Poema “Inspiro Expiro”

DE Gisela Rodriguez

Sobre as artistas

Fernanda Chemale, fotógrafa e artista visual, vêm desenvolvendo projetos na vertente autoral e documental buscando no cotidiano os vestígios do homem urbano e apropriando-se de seus objetos, espaços e ações casuais. Na construção de suas imagens suprime a fronteira entre realidade e ficção e sugere possibilidades narrativas, desafiando o espectador a decifrar imagens. Propõe uma fotografia oculta, paradoxal e subversiva. Entre as series que desenvolveu destacam-se Terráqueos, Rock Luz Velocidade, Mendigos, Abstracto, Face, Tempo de Rock e Luz, ElefanteCidadeSerpente, Espaço de Conflito, A Rua Suspensa, Retratos Clássicos do Rock Gaúcho.

Suas obras estão nas coleções Pirelli/MASP de Fotografias do Museu de Arte de São Paulo, no Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, Museu do Homem do Nordeste, Fundación de Foto Y Cine Latinoaméricano de Paris e Museu dos Descobrimentos em Portugal. É professora de fotografia, ministrando os cursos de fotografia de espetáculo e retrato. Como curadora atuou nos projetos da Galeria de Fotografia Olho Nu, IFCH-UFRGS; no CD Lory F.Band; no livro comemorativo aos 150 anos do Theatro São Pedro; no livro Silêncio em Siena; em homenagens do Porto Alegre Em Cena e na exposição Sertões Nômades do VI Theória da FUNDAJ. Recentemente exibiu suas fotos no Teatro Solís em Montevidéu e apresentou “A Rua Suspensa” na Fotogaleira Virgílio Calegari em Porto Alegre, 2º Prêmio IEAVi de Artes Visuais.  Colaborou com a Fundação Joaquim Nabuco no projeto Nordestes Emergentes fotografando o Cariri com curadoria de Milton Guran e coordenação de Ciema Mello e desenvolveu a série Do Juazeiro ao Chuí fotografando o nordeste em trânsito no Rio de Janeiro para o VI Theória.

Gisela Rodriguez foi vocalista da banda punk-psicodélica Projeto Uivo, fazendo diversos shows durante sete anos pela capital e interior do RS. Roteiros e adaptações teatrais, além de poemas e contos, já faziam parte de sua rotina até que, em 2010, começou a participar de publicações em coletâneas e antologias de novos autores, e também a colaborar em sites e blogs literários. Seu primeiro romance Entre a Neve e o Deserto, foi lançado na sétima FestiPoa Literária, em maio de 2014. Formada em Teatro pela CAL(RJ), fez Extensão em Cinema na PUC(RS), Expressão Corporal “Physical Approach” na City Lit (Londres), curso de roteiro para cinema e televisão AlCtv – Academia Internacional de Cinema e TV(RJ) e cursos de aprimoramento na área do teatro-dança, expressão corporal, teatro antropológico e expressionista, entre outros. Criou um grupo de estudos e laboratórios teatrais que mais tarde transformou-se no Grupo Nômade, onde dirigiu, escreveu o roteiro e atuou.

personagens e Artistas

Ophelia, Gisela Rodriguez | Casa da poeta (Vila Assunção)

Louco, Wander Wildner | Orla do Guaíba

Di Prima, Clarisse Nejar | Aeroclube do Rio Grande do Sul

Medusa, Kátia Suman | Praça Açorianos

Prometeu, Eduardo Bueno | Vila Flores

Borges & Medeiros, Lauro Ramalho e Elison Couto | Av. Borges de Medeiros

Cigana, Deborah Finocchiaro | Praça Júlio de Castilhos

Minotauro, Pascal Berten | Utopia e Luta

Guerreiro, Zé da Terreira (Dragão: Alexandre Fávero) | Viaduto da Conceição

Rayuela, Gica Beatnik e Wander Wildner | Viaduto Otávio Rocha

Alice, Rochele Zandavalli | Biblioteca Pública do Estado do RS

StonEna, Ena Lautert  (Concepção Alexandre Antunes) | Rua Cabral

Dominadora, Daniela de Paula (Dommenique Luxor) | De Marchi Pneus

Prenda Negra, Heinz Limaverde | Usina do Gasômetro

Barbie, Elisa Volpatto | Igreja Nossa Senhora das Dores

Casulo, João Carlos Castanha | SAFE Park Duque de Caxias

Chinaski, Otto Guerra | Av. Bento Gonçalves

Caperucita Roja Beatriz Borges (grafitte JP Pax-Lídia Brancher) | Rua Lopo Gonçalves

Arlequim, Edu K | Parque de Diversões Zapt Zum

Ulisses e Penélope Luiz Paulo Vasconcellos e Sandra Dani | Parque Farroupilha

Ficha técnica

Concepção: Fernanda Chemale e Gisela Rodriguez

Fotografia e edição: Fernanda Chemale

Poemas: Gisela Rodriguez

[separator]

“Devaneios”, do Grupo Fuzuê Teatro de Animação, estréia neste dia 24 de abril na Casa de Cultura Mario Quintana. O grupo oferece também uma oficina gratuita de Teatro de Animação e Teatro Visual a partir de 25 de abril.

“Devaneios – uma fantástica aventura de teatro visual e de animação”, é um trabalho colaborativo e com direção geral de Leandro Silva. A temporada segue no último final de semana de abril e nos dois primeiros fins de semana de maio, de sextas a domingos, sempre às 20h, na Casa de Cultura Mario Quintana, na Sala A2B2 – 2º andar. A programação tem entrada franca.

A trama do espetáculo é construída através da costura de seis enredos criados coletivamente pelo Grupo:: Fantasia, medo, loucura, viagens transcendentais, rito e vivência são partilhados com a platéia, através da linguagem do Teatro de Animação, com força mais na imagem e nos signos sugeridos pela peça do que pelos seus significados. O espetáculo se completa na cabeça de cada espectador. Para isso, o elenco buscou elementos para a criação em diversas e curiosas fontes, como a Noética, a Deep Web, o Codex Seraphinianus, a cibernética, os universos paralelos, em conceitos ligados à espiritualidade e a partir das experiências de vida de cada um dos participantes. Entre as técnicas utilizadas estão o teatro de bonecos, teatro de sombra e luz, teatro visual.

Para conhecer os conceitos e processos de criação o espetáculo “Devaneios”, acesse o blog oficial do projeto:www.devaneiosblog.wordpress.com

Devaneios – uma fantástica aventura de teatro visual e de animação

Estreia dia 24 de abril, às 20h

Temporada dias 24, 25 e 26 de abril; 01, 02, 03 e 08, 09 e 10 de maio

De sexta a domingo, sempre às 20h

[separator]

XI FANTASPOA

O filme neozelandês “Deathgasm” foi escolhido para a abertura do Fantaspoa, dia 15 de maio. E em première mundial, o filme “Toda La Noche”, produzido pela Fantaspoa Produções em parceria com as argentinas Crudo Films e NaiZ Films, encerra o evento

A abertura do XI Fantaspoa, dia 15 de maio, às 21h15, no CineBancários – Sindicato dos Bancários, será com o filme neozelandês “Deathgasm”, que teve sua primeira exibição pública recentemente no prestigiado South by Southwest. Uma mistura de comédia e horror com rock, o longa-metragem, que conta a história de uma banda de metal que acidentalmente evoca demônios após descobrir e tocar uma partitura antiga supostamente de uma música de Satã, teve uma recepção calorosa do público e colheu diversos elogios da crítica.  O diretor e roteirista Jason Lei Howden estará presente e comentará o filme com os espectadores.

O Fantaspoa 2015, que abre sua décima primeira edição com tão incrível produção, se encerra de forma não menos impactante, no dia 31 de maio: com a première mundial de “Toda La Noche”, uma coprodução da Fantaspoa Produções com as argentinas Crudo Films e NaiZ Films. O filme, codirigido pelas argentinas Tamae Garateguy e Jimena Monteoliva, trata de um casal numa festa no campo que tenta desvendar os misteriosos assassinatos de seus amigos sem saber distinguir exatamente o que é real ou efeito das drogas pesadas que consumiram. Apontadas como novas promessas do cinema de gênero, ambas trabalharam juntas nos longas-metragens “Pompeya” e “Mujer Lobo”, dirigidos por Tamae e produzidos por Jimena, ambos com destacada circulação em importantes festivais de cinema do mundo, como South by Southwest, Pifan, BAFICI e Toronto Internacional Film Festival. As diretoras estarão presentes no encerramento do Fantaspoa e participarão de debate com o público após a exibição de “Toda La Noche”.

Considerando a proposta do evento em estimular a produção fílmica no Brasil, será realizada, durante o Fantaspoa, a première mundial de “A Percepção do Medo”, cuja produção é assinada pela Infravermelho filmes e a produtora do festival. O filme trata da compreensão dos terrores internos de quem vive nas metrópoles, e os diretores Kapel Furman, Armando Fonseca e Gurcius Gewdner expõem seus terrores perante São Paulo, Brasília e Florianópolis: a crise existencial; a pressão constante dos diversos medos; a criação de um psicopata. Já veteranos na indústria, o trio é conhecido e elogiado no circuito de festivais por obras que dirigiram, como “Pólvora Negra”(Kapel); “Velho Mundo” (Armando); e “Erivaldo, O Astronauta Místico” (Gurcius). A exibição de “A Percepção do Medo” no XI Fantaspoa será comentada pelos diretores.

XI Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre

De 15 a 31 de maio em Porto Alegre

[separator]

Inscrições do Em Cena para grupos de Porto Alegre

Estão abertas as inscrições para os espetáculos de Porto Alegre para o Porto Alegre em Cena 2015. Até 22 de maio, os grupos da capital podem se inscrever baixando o formulário de inscrição no site (www.portoalegremcena.com) e enviando os materiais solicitados para o e-mail do Em Cena:[email protected]

Os selecionados concorrerão ao Prêmio Braskem em Cena, que este ano completa 10 anos.

Os ítens necessários para a inscrição são: release, fotos, material de consagração e link do espetáculo na íntegra, para avaliação da equipe curadora. O 22º Porto Alegre em Cena acontecerá entre os dias 03 e 21 de setembro de 2015 em diversos teatros e espaços culturais da cidade.

[separator]

MM com MARY MEZZARI sextas 14h na DFM!

Leave a reply

Web by: DELTA