CENA HÍBRIDA QUA26JUL COM ELISA HEIDRICH E ROBERTO OLIVEIRA

CENA HÍBRIDA com ADRIANA LAMPERT quartas 21h na DFM!

 

 

À frente do grupo Depósito de Teatro, os atores e diretores Roberto Oliveira e Elisa Heidrich visitaram a DFM para divulgar a oitava temporada do espetáculo Bukowski - Histórias da Vida Subterrânea, falar da mudança de sede do coletivo e pleitear apoio da galera para a campanha de financiamento coletivo para Farra de Teatro 2017.

A peça que fala da vida e obra do escritor Charles Bukowski (1920 – 1994) volta de 04 a 13 de agosto (sempre às sextas, sábados e domingos, às 20h) no Teatro de Arena (Borges de Medeiros, 835).  Sucesso de público, o espetáculo estreiou em 2014, e já alcançou a marca de 100 apresentações, inclusive com sessões extras para suprir a grande demanda.  "Foi surpreendente perceber o alcance do Bukowski, vimos como é grande o número de leitores que o admiram", comenta Oliveira. O grupo reuniu a extensa bibliografia do autor  - que foi poeta, contista e romancista - para compor a dramaturgia do espetáculo, selecionando o que melhor representa seu universo: sexo, bebidas, corridas de cavalo, sua fase como funcionário dos Correios, entre outros assuntos.

 

Roberto Oliveira e Elisa Heidrich em "Bukowski - Histórias da Vida Subterrânea" (Foto: Divulgação)

Já a trilha sonora apresenta ao público as preferências musicais de Bukowski, com um repertório que une o "popular"com o erudito: Tom Waits, Johnny Cash, Mahler, Brahms e Beethoven estão na lista de artistas amados por Henry Chinaski (Hank), protagonista (e alter ego do escritor) em cinco de seus livros. Contando com uma obra de caráter "obsceno", maldito e marginal, Hank está em cena na pele de Roberto Oliveira, escancarando seus porres, dilemas, relacionamentos e desilusões no que se refere ao sonho americano.

Trecho de Bukowski - Histórias da Vida Subterrânea

Dentre os aspectos do cotidiano de Bukowski, ainda surgem referências sobre sua infância e convivência com seus pais; a relação com sua primeira mulher; e as leituras que realizava em universidades. Além disso, várias facetas do autor aparecem a partir da revisitação aos seus poemas que tratam de temas existenciais do ser humano. "A cena é construída de forma fragmentada e não linear, trazendo a tona sua obra de caráter altamente autobiográfico", observa Oliveira.

E no mesmo mês que reestreiam Bukowski - Histórias da Vida Subterrânea, os integrantes do Depósito de Teatro devem inaugurar seu novo espaço de ensaios na nova sede dos grupos do projeto Usinas das Artes, que vai funcionar em um prédio situado na rua Santa Terezinha, 711 (bairro Santana). Após muita luta e negociações, os 10 coletivos que integram o projeto serão transferidos para este, que em breve será um novo corredor cultural da cidade, e, até dia 31 de julho, todos deverão estar ocupando o novo local.

 

Farra de Teatro acontece desde 2005 em Porto Alegre (Foto: Divulgação)

Outra iniciativa do Depósito de Teatro - que deve ocorrer no final de outubro - é Farra de Teatro 2017, performance teatral comandada por músicas, que dura cinco horas, e intercala mais de 40 cenas e corridas ao ar livre. "É um espetáculo que busca a exaustão como uma ferramenta para o performer, e onde os atores não interpretam, mas vivenciam as cenas", explica Elisa. Segundo a atriz, trata-se de um evento universal e pela paz, que traz temas humanos, políticos, sociais, falando de questões sobre violência, a finitude da água, a má distribuição de terras, o extermínio dos índios, entre outros assuntos. A Farra é representada por um grande elenco: já contou com 100 pessoas em uma de suas edições.

Campannha de financiamento coletivo para a Farra de Teatro 2017 está rolando até outubro

Desde 2005, o grupo realiza anualmente esta experiência teatral, inspirada na Farra dos Atores, criada pelo falecido diretor carioca Márcio Vianna e apresentada na Capital, em 1995, dentro da programação Festival Porto Alegre em Cena. Há alguns anos, o evento vinha contando com o apoio da Prefeitura, e era apresentado durante a semana de aniversário de Porto Alegre. Mas, com o novo "posicionamento político" em vigência no Município, essa parceria terminou. Por isso, este ano, para possibilitar que a Farra de Teatro aconteça, o grupo está buscando verba através de financiamento coletivo (com meta de alcançar R$ 14 mil) no www.catarse.me/farra2017

Neste sentido, o grupo conta com a colaboração de todos. Inclusive a tua. Partiu? Mais informações no endereço: https://www.facebook.com/farradeteatro/

 

 

CENA HÍBRIDA TEM O APOIO DE:

 

Leave a reply

Web by: DELTA